Annabela Rita

 

Annabela Rita é doutorada em Literatura Portuguesa e com agregação e pós-doutoramento em Literatura, é professora e diretora de Licenciatura na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Presidente da Academia Lusófona Luís de Camões, do Instituto Fernando Pessoa e da Assembleia Geral da CompaRes-International Society for Iberian-Slavonic Studies, vice-presidente do Conselho Científico do Instituto Europeu de Ciências da Cultura, coordenadora do CLEPUL, integra as direções da Associação Portuguesa de Escritores, do Observatório da Língua Portuguesa e da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, da Comissão Científica Internacional da Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização (CIDH), os conselhos científicos/consultivos de diversas instituições, etc. Conta com diversas distinções nacionais e internacionais.

Obras principais: Do Que não Existe. Repensando o Cânone Literário (2018); Eça de Queirós Cronista (2017); Luz e Sombras no Cânone (2014); Focais Literárias (2012); Paisagem & Figuras (2011); Cartografias Literárias (2010; São Paulo, 2012); Itinerário (2009); No Fundo dos Espelhos (2 vols., 2003-2007); Emergências Estéticas (2006); Breves & Longas no País das Maravilhas (2004); Labirinto Sensível (2003); Eça de Queirós Cronista (1998).

Annabela Rita PhD in Portuguese Literature and with agregation and post-doctorate in Literature, Professor and Director of Degree in the Faculty of Arts of the University of Lisbon. President of the Lusophon Academy Luís de Camões, of the Fernando Pessoa Institute and of the General Assembly of the COMPARES-International Society for Iberian-Slavonic Studies, Vice-President of the Scientific Council of the European Institute of Cultural Sciences, Coordinator of CLEPUL, member of the board of the Portuguese Association of Writers, the Observatory of the Portuguese Language and the Historical Society of the Independence of Portugal, of the International Scientific Commission of the Infante Dom Henrique Chair for the Atlantic Insular Studies and Globalization (CIDH), as well as the Scientific / Advisory Councils of various institutions, etc. Received several national and international distinctions.

Main works: Do Que não Existe. Repensando o Cânone Literário (2018); Eça de Queirós Cronista (2017); Luz e Sombras no Cânone (2014); Focais Literárias (2012); Paisagem & Figuras (2011); Cartografias Literárias (2010; São Paulo, 2012); Itinerário (2009); No Fundo dos Espelhos (2 vols., 2003-2007); Emergências Estéticas (2006); Breves & Longas no País das Maravilhas (2004); Labirinto Sensível (2003); Eça de Queirós Cronista (1998).