Manuel Curado

Manuel Curado é professor da Universidade do Minho, auditor de Defesa Nacional, doutor cum laude pela Universidade de Salamanca, mestre pela Universidade Nova de Lisboa, licenciado pela Universidade Católica Portuguesa (Lisboa), e titular do Curso de Alta Direção para a Administração Pública. Foi professor visitante em duas universidades de Moscovo, Rússia (MGIMO e MGLU), e professor Erasmus da universidade de Pádua (Itália); colaborou com as universidades do Porto e de Coimbra, a Universidade Católica Portuguesa e a Universidade de Vigo. É autor de vários livros, nomeadamente As Viríadas do Doutor Samuda (Imprensa da Universidade de Coimbra, 2014), Um Génio Português: Edmundo Curvelo (Imprensa da Universidade de Coimbra, 2013), Porquê Deus Se Temos a Ciência? (Fronteira do Caos, 2009), Direito Biomédico: A Legislação Portuguesa  (Quid Juris, 2008), Luz Misteriosa: A Consciência no Mundo Físico (Quasi, 2007) e O Mito da Tradução Automática (UM/Cehum, 2000). É também editor dos livros Medicina e Psicologia na Antiguidade: Estudos de Pensamento Antigo (Húmus, 2019), Saúde e Cyborgs: Cuidar na Era Biotecnológica (Fronteira do Caos, 2019), Primeiro Tratado de Cabala (Círculo de Leitores, 2018), Philosophy of Mind: Contemporary Debates (Cambridge Scholars, 2017), Obras Completas de Edmundo Curvelo (Fundação Calouste Gulbenkian, 2013), Deus na Universidade: O Que Pensam os Universitários Portugueses sobre Deus? (Fronteira do Caos, 2011), Cartas Italianas de Verney (Sílabo, 2008), Pessoas Transparentes: Questões Actuais de Bioética  (Almedina, 2008), e dois títulos em colaboração com Alfredo Dinis, SJ, Mente, Self e Consciência (Publicações FacFil, 2007) e Consciência e Cognição (Publicações FacFil, 2004).