Artur Manso

Artur Manso é licenciado em Filosofia, Ramo Educacional, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto; mestre e doutor em Educação, especialidade de Filosofia da Educação, pela Universidade do Minho. Atualmente, é professor do Instituto de Educação da Universidade do Minho, onde coordena o Mestrado em Ensino de Filosofia no Ensino Secundário. Investiga no campo da Filosofia da Educação, nas áreas da Ética e da Estética da Educação, bem como do pensamento pedagógico-filosófico português do século xx. Livros publicados: Agostinho da Silva – Aspectos da sua Vida, Obra e Pensamento (2000); Filosofia Educacional na Obra de Agostinho da Silva (2007); Para Uma Educação Estética (2008); Contributo para o Estudo da Axiologia Educacional de Manuel Ferreira Patrício (em colaboração) (2011); Manuel Laranjeira. 1877-1912 (2013); Amorim de Carvalho. Antropologia – Ética – Estética (2013); Para uma Nova História da Cultura em Portugal. O Contributo da Obra de José Eduardo Franco (2014); Ensino da Filosofia em Portugal. Tradição e Actualidade da Formação (em colaboração) (2016); M. A. Ferreira-Deusdado (1858-1918) (2016); Escolas para quê? Ensaio sobre a Pedagogia Indolente (2017); A Revista de Educação e Ensino no Contexto da Educação Nacional (1886-1900) (2017).